Designer Lídia Abrahim ensinará confecção de adornos com materiais regionais

 

A agenda anual de capacitação do Programa Polo Joalheiro, iniciada com o curso de Técnicas de Cartonagem, prossegue na próxima semana com a artesã e designer Lídia Mara Abrahim, que ensinará aos participantes a criação de adornos com matéria prima vegetal, como sementes e madeira. Com 20 vagas, o curso começará na próxima terça-feira (4) e terminará na sexta (7), das 14 às 18 h, no auditório do Espaço São José Liberto. Os cursos são promovidos pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).

Lídia Abrahim integra o Programa Polo Joalheiro do Pará e o Grupo Garimpo, formado por designers do programa, sendo proprietária da marca Yemara Acessórios, que também faz parte do Coletivo Criar Amazônia. Com reconhecimento nacional e internacional na área de joalheria, ela repassará seus conhecimentos sobre produção de biojoias, atividade que concilia com o trabalho de designer.

Colar em açai, tucumã e 
marchetaria de cascas. 
Foto-Neto Soares_Divulgação

Apesar de estar cada vez mais dedicada à criação e produção de joias, nunca deixarei de fazer biojoias, pois minhas mãos necessitam tocar nas sementes. Antes de ser designer, sempre fui artesã”, disse Lídia.

Segundo ela, foram os adornos que a levaram ao design. “Iniciei na montagem de bijuteria na adolescência, quando meu colégio ofereceu cursos livres. Desde então desenvolvi a criatividade e a habilidade manual neste segmento. Criava e comercializava minhas peças no colégio”, contou.

Cultura - Ao ingressar na faculdade, os materiais regionais e a cultura local começaram a chamar mais a atenção de Lídia Abrahim, fazendo parte dos seus projetos acadêmicos. Como estagiária da empresa Ecojoias da Amazônia, de propriedade do artesão Antônio Carlos Nascimento (conhecido como Carlinhos da Praça) e de André Pinheiro, a designer criou mais de 500 modelos de biojoias, muitos exportados para países como Estados Unidos, Canadá, Japão, Espanha, França, Itália, Portugal e Áustria.

Colar em jarina, couro e 
fibra de aruma. 
Foto-Neto Soares_Divulgação

Em 2004, ela ingressou no Programa Polo Joalheiro, mas não deixou de trabalhar com biojoias, sendo convidada a integrar a equipe da empresa Beleza Nativa, onde desenvolveu mais de 200 modelos, comercializados em Belém e na loja própria da empresa, no Rio de Janeiro. Lídia levou suas criações para o Espaço São José Liberto em 2005, e em 2008 criou a marca Yemara. “Ao mesmo tempo, ministrei cursos e consultorias em algumas instituições, como Uepa (Universidade do Estado do Pará), Museu Emílio Goeldi e Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas)”, informou. 

Temas ligados à cultura amazônica são recorrentes no trabalho de Lídia Abrahim, como na última coleção que lançou, em 2013, inspirada na arte rupestre encontrada no município de Monte Alegre, no oeste do Pará.

Colar em jarina. 
Foto: Neto Soares/Divulgação

Adornos - Para o curso, a designer preparou aulas teóricas e práticas, por entender que o segmento de biojoias é um excelente gerador de renda. “É necessário capacitar-se para apresentar novidades e conhecer as características do setor. O curso enfocará a criação e confecção de colares. Para isso, várias técnicas e materiais regionais serão apresentados na prática. Pretendo que os alunos finalizem o curso já com um número de peças montadas, que permitam a comercialização”, disse Lídia.

A montagem de bijuterias inclui conhecimentos sobre artes manuais, cerâmica, ourivesaria, costura, macramê e até marcenaria. De acordo com Lídia Abrahim, é fundamental dominar todo o processo e, principalmente, dar um excelente acabamento às peças. Também serão abordados no curso concepção, pesquisa para coleção, linha e coleção, mercado e materiais, e as técnicas mais utilizados na montagem de biojoias.

Serviço: Mais informações sobre a programação de cursos do Espaço São José Liberto estão disponíveis pelo fone (91) 3344-3518, das 09 às 13 h.

Ascom/Igama



PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.