Fé, história e identidade cultural inspiram mostras de joias e artesanato religioso no São José Liberto

   Veja mais fotos em nosso álbum

São José Liberto promove duas exposições com temática do Círio.
Foto: Carlos Sodré - AG. PARÁ
Com o proposta de contribuir para o fortalecimento do turismo religioso do Estado do Pará, bem como de sua economia criativa nas áreas do artesanato religioso, joias e design, o Espaço São José Liberto (ESJL), por meio de uma agenda integrada, promovida pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e uma rede de parceiros, realizará duas exposições com acervos inéditos com o tema do Círio. 
 
As atividades compreendem a agenda da programação cultural e turística da cidade para o Círio 2015, que, entre outros objetivos, pretende gerar negócios às micro empresas e empreendedores criativos que participam do Programa Polo Joalheiro do Pará, financiado pelo Governo do Pará, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).
 
A partir da temática “Maria: fé, história, identidade cultural, design e artesanato religioso” serão promovidas duas exposições: a décima segunda edição da tradicional mostra “Joias de Nazaré”, de joias artesanais em ouro e prata com gemas, matéria-prima diferenciada e design contemporâneo; e a exposição “Nazaré e outras Marias”, que reúne imagens sacras em gesso pintadas a mão por artesãs paraenses.
 
As mostras ficarão abertas ao público no horário diferenciado do Espaço São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, Jurunas) no mês de outubro: de segunda a sábado, das 9h às 18h30; aos domingos e feriados, das 10h às 18h; no sábado (10), véspera do Círio, das 9h às 15h; e no domingo do Círio (11), das 14h às 18h. O espaço não abrirá no dia do Recírio (26).
 
O tema da exposição de joias inspiradas no Círio, este ano, é “Maria, luz do mundo”. Com cerca de 80 joias exclusivas, criadas e produzidas por empreendedores criativos, designers, ourives, lapidários e demais profissionais do Programa Polo Joalheiro do Pará, as joias ficarão expostas para comercialização na área de exposição da Casa do Artesão do ESJL, de 1º a 31 de outubro. A iniciativa é do Governo do Pará, por meio da Sedeme, Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e Igama, em parceria com a Setur e Universidade do Estado do Pará (Uepa).
 
Já a mostra “Nazaré e outras Marias” reúne 50 imagens de Nossa Senhora, pintadas à mão pela EntreSantos Artesanato, que reúne seis artesãs paraenses. A exposição inédita ficará aberta ao público na época em que Belém festeja o Círio de Nazaré, de 1º de outubro a dois de novembro de 2015, na Capela do São José Liberto. As imagens também serão comercializadas.
 
Coletiva de imprensa sobre o Círio 2015.
Foto: Ascom Igama
As iniciativas fazem parte da programação da Agenda Turística do Círio 2015, apresentada nesta quinta-feira (3), no anfiteatro do Espaço São José Liberto, com a presença da imprensa e de representantes de órgãos públicos e privados que integram a agenda. Na ocasião, foram apresentados resultados do trabalho cooperado, realizado em 2014, no período da festividade nazarena, que visou fortalecer o Círio como principal produto turístico religioso do Pará, gerando renda e divulgando a cultura do Estado, no período no qual o setor recebe mais turistas.
Cartaz do Círio Fluvial. Foto: Ascom Igama
Entre as ações previstas para este ano estão apresentações de grupos para folclóricos paraenses no receptivo dos turistas, exposições de joias e de imagens inspiradas na temática nazarena, entre outras. Na oportunidade, também foi lançada, pela Setur e pela coordenação do Círio, a flâmula do Círio Fluvial, uma das procissões da festividade do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, principal segmento turístico religioso do Pará.

A “Agenda Turística do Círio 2015” é uma iniciativa do Governo do Estado, coordenada pela Setur, Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Sedeme, Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA), Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário Turístico-Administração (Sinart), Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Coordenadoria Municipal de Turismo de Belém (Belemtur), Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará (CPH), Capitania dos Portos, Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa), Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIM), Prefeitura de Ananindeua, Prefeitura de Marituba, Espaço São José Liberto, Igama e OS Pará 2000 (Estação das Docas).
 

Exposição Joias de Nazaré 2015 tem como inspiração a luz de Maria

 
Joias em ouro e prata, com matéria-prima diferenciada, pedras preciosas (gemas minerais, orgânicas e vegetais) e design contemporâneo vão compor a tradicional mostra em homenagem ao Círio de Nazaré, festividade em honra da padroeira dos paraenses. Com o tema Maria, luz do mundo, a exposição ficará aberta ao público de 1º a 31 de outubro, na Casa do Artesão do ESJL. 
 
Criadas por integrantes do Programa Polo Joalheiras do Pará, as temáticas das joias foram concebidas durante Workshop de Geração de Produtos “Joias de Nazaré 2015”, em julho passado. Com consultoria de Rosângela Gouvêa Pinto, designer de joias e professora da Uepa, que assina a direção artística da mostra, o tema deste ano também foi definido durante as aulas do workshop: “Maria, luz do mundo”, que tem relação com o tema do Círio 2015, “Maria, Mulher Eucarística”.
 
Durante o workshop, foram criados 178 projetos de joias para a Coleção de 2015. Colares, anéis, pulseiras, braceletes, brincos e pingentes estão entre as joias que compõem o acervo da mostra deste ano. Entre as denominações das joias estão as seguintes: Maria, virgem de Nazaré; Escolhida entre Todas; Templo do Espírito Santo; Virgem Santa Eucarística; Luz de Todos Nós; Prece de Luz; Aleluia; Da Assunção à Coroação; Maria, Mãe da Pérola; Coroação de Nossa Senhora; Iluminada Maria; Lírio entre as Mulheres; Bendito teu Fruto; Nazaré de Amor e Fé; Majestade Nazaré e Passagens.
 
O bracelete Passagens foi a peça escolhida entre 29 projetos de 14 designers e criadores inscritos no concurso, promovido, mês passado, pelo Igama, em parceria com a Sedeme e a Secult, para participantes do programa. A joia modelo selecionada estampará o convite da 12ª edição da exposição. O bracelete retrata os vitrais da Basílica de Nazaré como forma de traduzir a fé do paraense. A criação é do designer Felipe Braun, com ourivesaria da empresa Ourogema e incrustação da Amajoia.
 Bracelete "Passagens". Foto: João Ramid

As cores e a delicadeza dos desenhos pensados por Felipe Braun para a peça vencedora são reveladas sobre o metal nobre que vai compor a joia de prata. Pensando em sofisticação, a superfície da joia vai se destacar nuances coloridas oriundas de um processo artesanal inovador de ourivesaria, denominado “incrustação paraense” e desenvolvido no âmbito do Programa Polo Joalheiro do Pará.
 
A joia “Arcos de Nazaré”, projeto criado pelo designer Fares Farage conquistou o segundo lugar no certame, e a joia “Caminhos de Luz”, concebida pelo designer Erivaldo Júnior, ficou em terceiro lugar.
 

Exposição de imagens de santas pintadas à mão vai mostrar as várias representações de Maria 


Nazaré e outras Marias reúne 50 imagens de Nossa Senhora, pintadas à mão pelo grupo de artesãs da EntreSantos, formado por cinco artesãs paraenses. A exposição inédita ficará aberta ao público na época em que Belém festeja o Círio de Nazaré, desde 1º de outubro a dois de novembro de 2015, na Capela do São José. As imagens também serão comercializadas. A iniciativa é do grupo EntreSantos, em parceria com o Governo do Pará, por meio da Sedeme e do Igama.
 
Na exposição, ao lado da imagem da Virgem de Nazaré, desfilam “outras Marias”, que contarão as histórias dos diversos títulos que Nossa Senhora é conhecida. São denominações de natureza litúrgica, popular e histórica.
Exposição mostrará imagens pintadas a mão.
Foto: Ascom Igama
A Mãe de Jesus tem apenas um nome: Maria (em hebraico: Miriam) e, segundo uma das tradições de sua origem, nasceu na cidade de Nazaré, na Galileia, norte da Palestina. Maria de Nazaré é padroeira de Belém, onde é chamada de Nossa Senhora de Nazaré, Nazaré ou outras denominações.
 
Na exposição, serão mostradas algumas fases da vida de Maria: a infância, ao lado de sua mãe (Sant’Ana); a concepção sem pecado (Nossa Senhora da Imaculada Conceição); a gravidez (Nossa Senhora da Boa Espera, Nossa Senhora do Ó); a maternidade (a Sagrada Família); a fuga da família para o Egito (Nossa Senhora do Desterro); a morte de Jesus (Nossa Senhora da Piedade, a Pietà e Nossa Senhora das Dores, a Mater dolorosa); a assunção de Maria aos céus (Nossa Senhora da Assunção); e sua glorificação (Sagrado Coração de Maria).
 
De acordo as virtudes de Maria e os locais onde é honrada, conforme suas aparições ou outras intervenções, ela também será representada como Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, da Defesa, da Libertação, Desatadora de Nós, do Rosário, dos Remédios, do Sacramento, do Livramento, da Rosa Mística, dos Anjos, Auxiliadora, das Graças, da Cabeça, do Perpétuo Socorro, de Belém, dos Navegantes, Rainha dos Apóstolos, do Carmo, de Aparecida, da Vitória, de MontSerrat, de Guadalupe, de Fátima e de Lourdes.
 
Criado em 2013 e formado por Amélia Franco, Betty Castro, Cídia Martins, Linda Toscano, Lilia Chaves e Beth Contente o Entresantos pretende, com a ação, ampliar a divulgação do trabalho artesanal que desenvolve. A pintura em santos de gesso é executada com delicadeza e criatividade pelas artesãs, de forma a reinventar a arte sacra barroca, bem como desenhar novas modas para representar Nazaré e seu divino manto.
Lilia Chaves (esquerda) e Amélia Franco.
Foto:Ascom Igama
As imagens de gesso, imagens adquiridas de santeiros de vários estados do Brasil, inclusive do Pará, possuem vários tamanhos, que vão de miniaturas de 15 cm a peças de 50 cm. As réplicas das santas são pintadas com diversas técnicas e matérias-primas: tintas PVA e acrílicas, lacas e vernizes variados, colagens de materiais diversos, como folha de ouro, papel, tecido e renda. O processo criativo abrange a pintura em geral, com características clássicas ou barrocas, românticas ou realistas.
 
SERVIÇO:
 
Exposição “Joias de Nazaré 2015”, do Polo Joalheiro do Pará. De 1º a 31 de outubro, na Casa do Artesão do espaço. Mostra “Nazaré e outras Marias”, do grupo de artesãs paraenses EntreSantos. De 1º de outubro a 2 de novembro, na Capela São José do ESJL.
 
As exposições ficarão abertas ao público no horário diferenciado do Espaço São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, Jurunas): no mês de outubro: de segunda a sábado, das 9h às 18h30, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h. No sábado (10), véspera do Círio, o funcionamento será das 9h às 15h, e no domingo do Círio (11), das 14h às 18h. O espaço não abrirá no dia do Recírio (26). Entrada franca.
 

Ascom Igama


PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.