Programação do São José Liberto para o fim de semana é opção para os namorados

                                                     Veja mais fotos em nosso álbum
 
 Dia dos Namorados 2015, exposição de joias do Polo Joalheiro do Pará.
Foto: Cláudio Santos - AG PARÁ
 
O Espaço São José Liberto (ESJL) é uma boa opção para um passeio romântico neste final de semana, aberto com as comemorações pelo Dia dos Namorados. No local, os visitantes poderão conhecer joias, acessórios de moda e artesanato, além de entrar em contato com a história do prédio centenário, patrimônio histórico e cultural do Estado. O complexo abriga lojas de joias, a Casa do Artesão, o Espaço Moda, o Memorial da Cela, o Museu de Gemas do Pará, a Capela São José e o Jardim da Liberdade. O acesso aos espaços é gratuito.
 
O destaque da programação é a nova coleção do Programa Polo Joalheiro do Pará, de joias exclusivas em ouro e prata com pedras preciosas e matéria-prima regional, inspiradas no romantismo do período. As 89 joias artesanais, criadas e produzidas por designers, ourives, lapidários e outros profissionais do programa, contam com a ambientação da designer Bárbara Müller, que, para esta edição, buscou inspiração no romantismo e na ludicidade dos desenhos feitos com giz. O centro da mostra destaca um grande painel assinado por Rodrigo Cantalicio, designer gráfico e ilustrador convidado.
 
Com realização do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia, OS gerenciadora do espaço e do programa, a mostra segue até o próximo domingo, 14, nos horários de funcionamento do Espaço São José Liberto - de terça a sábado, das 9h às 18h30, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h.
 
  Museu de Gemas do Pará. Foto: Geraldo Ramos
 
Outro ponto alto da visitação ao ESJL é o Museu de Gemas do Pará, que funciona nos mesmos horários do espaço, com taxa de entrada no valor de R$ 6 reais (R$ 3 reais a meia) e isenção para pessoas com mais de 60 anos. Às terças-feiras a entrada é franca. 
 
Com mais de quatro mil peças no acervo, o local é considerado uma fonte de inspiração para os designers e artesãos do Polo Joalheiro por reunir a iconografia das culturas marajoara e tapajônica, a magia que envolve o muiraquitã (o amuleto das lendárias guerreiras amazonas), o fascínio provocado no homem pelos metais preciosos, principalmente o ouro, e pelas gemas minerais, e a curiosidade despertada por formações milenares da natureza, como o pegmatito – um quartzo branco com turmalina negra.
 
O Museu de Gemas expõe em cinco salas um acervo único, que convida o visitante a um passeio pelas cerâmicas arqueológicas do Pará e coleção de muiraquitãs, por exemplares de gemas encontradas no Pará (Estado com mais de 250 ocorrências de gemas minerais), gemas orgânicas (sementes, corais, chifres, pérolas, ossos e outros) e formações naturais, como calcedônias e troncos fossilizados. Na última sala, estão as duas primeiras coleções de joias do Polo Joalheiro e exemplares de outras coleções, além de peças da Belle Èpoque.
 
Outra opção para os visitantes é a Roda de Dança Circular, que acontecerá no próximo domingo, 14, a partir das 10h, com entrada franca. A coordenação é de Ana Lúcia Rubim, médica, psicoterapeuta e focalizadora de danças circulares, com apoio do Instituto Ocara, Roda de Hera e Espaço São José Liberto.
Criado nos anos 60 pelo coreógrafo e bailarino alemão Bernhard Wosien, o movimento das danças circulares é inspirado nas danças folclóricas de vários povos e ganhou repercussão a partir do norte da Escócia. Despertar a musicalidade, trabalhar habilidades interativas e compreender a dança como forma de expressão não verbal, levando a uma conexão consigo mesmo, com Deus e com as forças da natureza, são os principais beneficios.
 
As danças circulares visam ampliar o conhecimento em direção ao bem estar físico, mental, emocional, energético e social. Nesse cenário, entre tantos ritmos, as danças circulares celebrarão o mês repleto de festas. No dia 21 de junho (domingo), também às 10 horas, será realizada outra roda de dança no ESJL.
 
 O Coliseu das Artes do ESJL é palco das Rodas Circulares. Foto: Amanda Mello

Referência – Ao abrigar setores e categorias culturais, o Espaço São José Liberto, inaugurado em 2002, é um território criativo considerado referência no Brasil pelo Ministério da Cultura (MinC) por desenvolver ações em várias áreas da economia criativa no Estado do Pará. Visitar o local é fazer uma grande viagem pela cultura e pela história do Pará. No prédio centenário, estão expostas tipologias de artesanato de todas as regiões do Estado e joias exclusivas criadas pelos integrantes do Programa de Desenvolvimento do Setor de Gemas e Joias do Pará, conhecido como Polo Joalheiro, criado em 1998 e instalado no local desde a sua fundação.
 
Erguido há mais de 250 anos e, atualmente, um dos pontos turísticos centrais de Belém, o prédio que hoje abriga o Espaço São José Liberto, já funcionou como quartel, hospital, olaria, cadeia pública e presídio, sendo palco de momentos históricos da cidade. Os interessados em conhecer mais sobre a história do local e da região podem agendar visitas monitoradas, promovidas para escolas públicas municipais, estaduais e particulares, centros de ensino superior federal e privado, organizações não governamentais (ONGs) e projetos sociais, entre outros.
 
Serviço: A exposição de joias “Dia dos namorados 2015” segue até o próximo domingo, 14, nos horários de funcionamento do Espaço São José Liberto, de terça a sábado, das 9h às 18h30, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h.
 
O Museu de Gemas do Pará funciona nos mesmos horários do espaço, com taxa de entrada no valor de R$ 6 reais - R$ 3 reais a meia entrada e isenção para pessoas com mais de 60 anos. Às terças-feiras a entrada é franca. 
 
A Roda de Dança Circular acontecerá no próximo domingo, 14, e no dia 21 de junho, sempre a partir das 10h. O Festival Junino do ESJL, com apresentação de quadrilhas no Coliseu das Artes, está agendado para os dias 21 e 28 de junho (domingo). Ambos os eventos têm entrada franca. Mais informações em (91) 3344-3514 e 3344-3517.
 

Ascom Igama


PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.