Semana Nacional de Museus promove visitação ao Museu de Gemas do Pará

O Museu de Gemas é considerado uma fonte de inspiração para os designers e artesãos do Polo Joalheiro. Foto:Eunice Pinto - AG. PARÁ

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), autarquia federal vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), promove entre os dias 18 e 24 de maio a 13ª Semana de Museus, com o tema “Museus para uma sociedade sustentável”. O evento é uma ação de promoção permanente do Ibram e congrega atividades diversas dos museus brasileiros no primeiro semestre de cada ano, marcando o Dia Internacional de Museus (18 de maio).
Nesse período, o Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIM), da Secretaria de Estado de Cultura garantirá acesso gratuito ao público em todos os espaços vinculados, dentre eles o Museu de Gemas do Pará, sediado no Espaço São José Liberto – Polo Joalheiro do Pará. Com foco na difusão dos acervos e valorização da história, identidade e cultura do Pará, a programação vai contar com exposições, palestras, concertos, oficinas e visitas educativas às unidades museológicas.
No Museu de Gemas acontecerá, dias 19 e 20 de maio, das 14h às 18h, a oficina “Introdução à Gemologia”, voltada a interessados em joias e pedras preciosas. Como parte do trabalho de divulgação e promoção do encontro, foi realizada na manhã deste domingo, 17, na Praça da República, uma ação educativa de identificação de minerais. No local, a pesquisadora, arquiteta e doutora em Geoquímica Anna Cristina Resque Meirelles, diretora do Museu de Gemas do Pará desde 1996, identificou gemas (pedras preciosas) em joias e semijoias.
Acervo gemológico – Com mais de quatro mil peças no acervo, o Museu de Gemas do Pará funciona desde 11 de outubro de 2002, quando foi inaugurado o Espaço São José Liberto.
Dentro da concepção do Programa Polo Joalheiro do Pará, o Museu de Gemas expõe em cinco salas um acervo único, que convida o visitante a um passeio pelas cerâmicas arqueológicas do Pará e coleção de muiraquitãs, por exemplares de gemas minerais da Amazônia (esmeraldas e ametrinos), gemas orgânicas (sementes, corais, chifres, pérolas, ossos etc), gemas encontradas no Pará (Estado com mais de 250 ocorrências de gemas minerais), e formações naturais, como calcedônias e troncos fossilizados. Na última sala, estão as duas primeiras coleções de joias do Polo Joalheiro, e exemplares de outras coleções, além de peças da Belle Époque.
O Museu de Gemas é considerado uma fonte de inspiração para os designers e artesãos do Polo Joalheiro por reunir a iconografia das culturas marajoara e tapajônica, a magia que cerca a figura do muiraquitã (o amuleto das lendárias guerreiras amazonas), o fascínio provocado no homem pelos metais preciosos, principalmente o ouro, e pelas gemas minerais, e a curiosidade despertada por formações milenares da natureza, como o pegmatito – um quartzo branco com turmalina negra.
O Espaço São José Liberto é mantido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).
Serviço: O Museu de Gemas do Pará (ESJL - Praça Amazonas s/n, Jurunas) está aberto à visitação de terça-feira a sábado (das 09 às 18h30), e aos domingos e feriados (das 10 às 18h). O Museu também recebe visitas de estudantes, previamente marcadas com a direção do Museu – (91) 3344-3507.
Confira a programação completa da 13ª Semana de Museus em http://www.museus.gov.br/wp-content/uploads/2015/05/Guia-13-SNM.pdf.
Luciane Fiuza
São José Liberto


PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.