'Amor materno' inspira nova coleção de joias do Polo Joalheiro

                                                                                    Veja mais fotos em nosso álbum

Joias da coleção "Mãe é tudo", de Felipe Braun. Foto: Bianca Kuroki

Uma forma de homenagear com beleza, requinte e criatividade o amor maior e mais precioso, o maternal, é o que propõe a nova coleção de joias do Polo Joalheiro do Pará, denominada “Dia das Mães 2015”, que reúne cerca de 70 joias artesanais em ouro e prata com gemas, além de material inovador e característico da região. As joias foram inspiradas no afeto entre genitoras e filhos. “Coração de luz”, “Rainha mãe”, “Infinito”, “Amorosa” e “Elos de uma vida” estão entre as peças da coleção, lançada na área expositiva do Coliseu das Artes do Espaço São José Liberto.

A exposição seguirá até o dia 10 de maio, no horário de funcionamento do espaço, que é de terça a sábado, das 9h às 18h30; e aos domingos e feriados, das 10h às 18h. A realização é do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Pará).  

Do estilo clássico ao mais inovador, com design contemporâneo, as joias artesanais comunicam a delicadeza e a força presentes na figura materna, uma opção para presentear com arte e exclusividade. Os preços também são variáveis e vão de R$ 120 a R$ 1.920 reais. De acordo com a designer Bárbara Müller, que assina a ambientação da mostra, o espaço teve como inspiração o amor materno e o “repertório de aconchego que esse sentimento nos traz, buscando guardar de modo mais delicado e carinhoso possível as joias desenvolvidas especialmente para as mulheres mais importantes das nossas vidas”.

Caixas de vidro que imitam porta retratos também são usadas dentro das vitrines. “Como uma redoma protetora, elas representam as lembranças intocáveis de fotografias de família, do amparo materno, do cuidado, da sensação de abrigo, desse sentimento de mãe pra filho”, explica a designer.

As joias em ouro e prata destacam matéria-prima diferenciada, como chifre de búfalo, babaçu e madeira, além de gemas minerais (quartzo hialino, granada, citrino e outras), orgânicas (pérolas) e vegetais, dentre elas, gemas de açaí, de folha da mandioca e de Pau Brasil. Pingentes e anéis com gemas vegetais em forma de camafeu têm atraído os olhares dos visitantes. Produzidas pela Realiza Joias, de Lucilene Azevedo e Cristiano Tavares, as peças em prata destacam uma inovação criada pelo pesquisador e ourives Paulo Tavares e produzida pela empresa Mônica Matos Joias da Amazônia.

Pesquisador Paulo Tavares. Foto: Ascom Igama

Gemas vegetais são produtos orgânicos decorrentes pigmentos naturais processados e resina, os quais têm sido utilizados em joias e adornos regionais. A novidade é o novo componente de cor, o carbonato de cálcio extraído da casca do ovo, responsável por dar forma ao desenho em alto relevo dos camafeus. “Primeiro nós lapidamos as gemas (vegetais) em forma de cabochão e agora estamos produzindo em forma de camafeu. As próximas serão as facetadas”, adianta Tavares.   

As joias sustentáveis encantaram a escritora e professora universitária Amarílis Tupiassú, admiradora do trabalho desenvolvido no Espaço São José Liberto. “O Polo Joalheiro foi um avanço para o estado do Pará. Cada vez que eu venho aqui, apesar de ser paraense nascida e criada em Belém, eu encontro surpresas. Nunca imaginei que alguém pudesse fazer uma joia única, um camafeu, com elementos do jambu, da Castanha-do-Pará...”, observa.

“Você acaba mudando o conceito de joia e de gema, porque o jambu, alimento que remonta à tradição indígena, também pode conter elementos que se transformam em beleza, no belo. É obra de arte, de lavor, de sutileza. Estava de passagem, aproveitei para visitar a exposição dar essa ‘olhada’ de contentamento e prazer. É uma coleção muito bonita e os preços estão acessíveis. Eu só tenho que elogiar!”, completa a professora.      

O pingente em prata com gema vegetal de jambu, da Realiza Joias, mostra uma inovação do Polo. Foto:Anderson Araújo - AG. PARÁ

Opções - A designer Joseli Limão apostou no brilho das pedras preciosas e no simbolismo do amor para revelar inspiração no tema. Criou conjuntos de brincos, colar e pingente em ouro com gemas minerais citrino e crisoprásio, lapidadas em formato de coração. Quem optar por joias mais tradicionais, “mas com o olhar contemporâneo”, uma boa escolha também é o conjunto de anel, pingente e brincos “Rainha Mãe”, em ouro com pérolas de água doce, criado pela designer Júlia Mendes, com produção e ourivesaria da Amorimendes, assim como o conjunto “Mãe é tudo”, assinado pelo designer Felipe Braun, com ourivesaria e produção da Ourogema. O anel, brincos e pingente da coleção revelam com harmonia a combinação das cores da ametista, do topázio azul e do diamante.  

Para o designer Jorge Duarte, a exposição “Dia das Mães 2015” têm mais de um motivo para comemoração. Além de criar joias que homenageiam mães, madrinhas, dindas, avós e “bivós”, o momento marca, para o designer, o lançamento oficial de suas primeiras coleções autorais: “Debaixo de suas asas”, “Aconchego” e “Ciranda dos Amores”, este último representando o amor universal. “O sentimento materno é cíclico; em suas várias faces, reflete e protege aqueles a que se destina”, resume Jorge Duarte, lembrando que as joias em prata desta coleção destacam o ônix redondo em forma de cabochão e foram produzidas por Helena Bezerra, com ourivesaria de Émerson Bezerra e lapidação de Leila Salame.

Já a forma do trevo e a teoria das cores foram ponto de partida para a concepção do pingente em prata com gemas minerais “Trevo de Corações”, revela o ourives Thiaraju Gomes, criador da peça produzida pela Rahma Gemas e Joias. “A inspiração têm muitas referências do meu dia-a-dia: a granada no centro representa o amor da mãe, o vermelho da paixão, do poder que uma mãe pode ter para proteger os seus filhos. O trevo foi questão pessoal, é uma planta que eu acho muito bonita, mas quis diferenciar e colocar seis corações. Acho que a sorte não existe no amor entre mãe e filho. Na verdade, tem sorte quem sabe valorizar esse amor”, finaliza.

O pingente em prata com granada criado por Thiaraju Gomes, da Rahma, transmite a valorização do amor maternal. Foto: Anderson Silva - AG. PARÁ

As microempresas, empreendedores individuais, designers, ourives, lapidários e demais profissionais que fazem parte da nova coleção são Amorimendes, HS Criações & Design, Joiartmiro, Realiza Joias, Yemara, Ourogema, Rahma Gemas e Joias, Danatureza, Arte Joia da Amazônia, Bianca Kuroki, Rosáurea Cunha Simões, Júlia Mendes, Helena Bezerra, Mônica Matos, Lídia Abrahim, Joseli Limão, Leila Salame, Argemiro Münoz, José Coelho Lucas, José Odir, Paulo Tavares, Fábio Monteiro, Thiarajú Gomes, Felipe Braun, Jorge Duarte, Cristiano Tavares, Ednaldo Pereira, além de mestres artesãos, produtores e outros integrantes do Programa Polo Joalheiro do Pará.

Luciane Fiuza - São José Liberto

Ascom Igama



PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.