Centenas de pessoas prestigiaram show de mágica no São José Liberto

Apresentação do "MagicAct 8" na Casa do Artesão.
Foto: Igama/Divulgação
Com linguagem universal a mágica fascina de crianças a adultos. Em homenagem ao Dia Internacional do Mágico, comemorado em 31 de janeiro, data da morte de São João Bosco, conhecido como o padroeiro dos mágicos, o Grupo Círculo Mágico Mago Sales mostrou, no Coliseu das Artes do Espaço São José Liberto (ESJL), na tarde do último domingo, 1º de fevereiro, o espetáculo “MagicAct 8”. Centenas de pessoas lotaram o espaço para assistir ao show de mágica e ilusionismo, que já se tornou tradição em Belém nesta época do ano. 
 
O evento foi promovido pelo Círculo Mágico Mago Sales, pelo mágico Rafael Voltan e pelo Espaço São José Liberto. Na oportunidade, as apresentações de mágica prenderam a atenção do público, que participou de alguns números. 
 
O círculo é formado pelos mágicos e ilusionistas Paulo Carvalho, coordenador do grupo, Maycon Yuri, Romeu Lins, Alan Leite, Dalton Felippe, Nathan Corrêa, Luiz Pardal (maestro paraense que assinou a trilha sonora do espetáculo) e Rafael Voltan, idealizador do “Mago Sales” e que reside, atualmente, na Itália. 
 
Dois integrantes da Companhia Circense Fênix, Everton Figueiredo e Priscila Araújo, fizeram a abertura do espetáculo, do qual participam desde 2014. “Ano passado a gente tinha preparado um show de malabares e, para esse ano, trouxemos acrobacia. Um duo acrobático mais dançado” salientou Ewerton. A Fênix foi criada em 2012 e é formada por cinco integrantes. 
 
Após a abertura, os integrantes do círculo mágico se apresentaram individualmente. Maycon Yuri lembrou que o mágico deve estar sempre se renovando, em um aprendizado contínuo, como tem feito o círculo mágico. Todo ano o grupo prepara novidades para o show no ESJL. “Nessa edição mostrei um número novo de mágica com cordas, mágica de grandes ilusões”, explicou Maycon, que diz admirar o estilo de David Copperfield, renomado mágico e ilusionista dos Estados Unidos, conhecido por sua combinação de ilusões espetaculares com a habilidade de contar histórias.
 
O público também participou da apresentação.
Foto: Igama/Divulgação
Paulo Carvalho explicou que a mágica tem várias categorias, dentre elas a Cartomagia, na qual são utilizadas cartas de baralho; o Mentalismo, que são ilusões onde o mágico cria mecanismos para adivinhar números ou o que a pessoa está pensando, criando a ilusão de ler pensamentos; o Close-up ou Mágica de Proximidade, feita com pequenos objetos e bem próximo ao público; e as Grandes Ilusões ou mágicas onde aparecem e somem pessoas, carros e grandes objetos, incluindo nessa categoria as levitações.
 
A gente procura, no ‘MagicAct’, juntar um pouco de tudo isso e fazer um grande espetáculo, promovendo a mágica de proximidade, a cartomagia e até as grandes ilusões, presenteando o público com este super evento no Dia do Mágico”, falou Paulo Carvalho. “É um dia muito especial porque é a oportunidade que temos de mostrar para a comunidade, em geral, o trabalho que fazemos durante todo o ano”, completou Maycon Yuri.
 
Para o mágico Romeu Lins, o show foi um sucesso, mesmo com alguns problemas de som, que foram resolvidos: “O espetáculo desse ano, na minha concepção, foi muito bom, apesar de algumas adversidades que aconteceram e que são normais em um evento ao vivo. Fiquei muito feliz pelo grande público que nos prestigiou. A gente vê o pessoal aplaudindo porque está gostando e se divertindo; isso é importante porque o evento é para eles. O Círculo Mágico Mago Sales agradece!”. 
 
Público aprova espetáculo
 
O técnico em Informática Washington Campos participa pela terceira vez do MagicAct com a filha, Larissa, de 8 anos. Para a pequena Larissa o “coelhinho” (um dos números apresentados, onde um coelho surge de dentro de uma caixa) foi a melhor parte do show. Ela foi junto com uma amiga, Alice, de 9 anos, que contou que foi pela primeira vez ao espetáculo. “Achei muito engraçado quando tudo some, depois aparece na mão do mágico e depois desaparece de uma vez”, relata. Os três puderam conferir de perto um número de mágica, na primeira parte do espetáculo, quando os ilusionistas interagem com o público na platéia.
 
A equipe do “Momento com Xantillyn” prestigiou o evento.
Foto: Igama/Divulgação
Também fãs do mundo encantado da mágica, Gabriela e Thaís, de 7 e 9 anos, respectivamente, prestigiaram o show junto com o palhaço, mágico e apresentador Xantillyn e o repórter cinematográfico Everton Bastos. O quarteto apresenta o Programa “Momento com Xantillyn”, veiculado na TV Grão Pará (canal 14) e mostrou como trabalho e diversão podem ser sinônimos. Durante o espetáculo eles entrevistaram, com bom humor, o público e integrantes do círculo mágico. 
 
A estudante Tifany Silva e o seu marido, o digitador Jayce Almeida dos Santos, também aprovaram o espetáculo “Foi impressionante, muito bom mesmo. A gente fica tentando adivinhar como é o truque, mas não consegue. Adorei!”, ressaltou Tifany, que foi ao show acompanhada também por seu irmão, Hugo Henrique Silva, e sua cunhada, a estudante Carla Tatiana Silva, que levou sua filha, Talita. Suas sobrinhas Marina e Maria Clara, de 6 e 8 anos, respectivamente, também foram ao MagicAct8 e destacaram a mágica do coelho, que na opinião de Maria Clara foi a mais “criativa”. 
 
 
Integrantes da Cia. Fênix com Carmem Macedo,
gerente de Eventos do Igama.
Foto: Igama/Divulgação
Parceria consolida evento no espaço

Rafael Voltan lembrou que a cooperação com o São José Liberto começou em 2007, quando ele fez um show de mágica e ilusionismo no local e teve a ideia de dar continuidade ao projeto e propor, a cada ano, a realização do MagicAct no espaço. “Eles apoiaram a ideia, pois haviam gostado do show que eu tinha feito, e daí para frente esta parceria continuou. Não é fácil organizar um espetáculo como o MagicAct, que a cada edição busca se superar e oferecer um espetáculo deste nível ao público, mas fazemos isso com muito amor”, disse o mágico Paulo Carvalho.

O resultado da parceria levou o espetáculo a integrar o calendário anual de eventos do Espaço São José Liberto, território criativo que recebe apresentações artísticas e culturais. “Esse espetáculo já virou tradição porque consegue, nesse dia, atrair pessoas sem distinção de idade, raça ou credos. Assim, através da mágica e do ilusionismo, os visitantes também têm a possibilidade de usufruir do Espaço São José Liberto e conhecer cada vez mais a cultura do Estado, transposta em joias, artesanato e acessórios de moda”, comentou Thiago Albuquerque, coordenador comercial e tecnológico do Espaço São José Liberto, mantido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e Instituto de gemas e Joias da Amazônia (Igama).
 
A gente reúne todo o trabalho desenvolvido ao longo do ano para mostrar à comunidade que mora próxima ao São José Liberto, em outros bairros da capital e até em outros municípios, como Benevides e Castanhal. Todos vêm aqui para curtir o show, que alcançou toda essa visibilidade. Comemoramos fazendo mágica”, falou o mágico Paulo Carvalho.
 
Ascom/Igama


PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.