Exposição de joias sustentáveis do Polo Joalheiro fica aberta até o dia 11

Pesquisador e ourives Paulo Tavares na exposição Metal-Morfose do Polo Joalheiro.
Foto: Carlos Sodré/Agência Pará
O período da exposição “Metal-Morfose: A Transformação da Matéria”, de joias em ouro e prata do Polo Joalheiro do Pará foi prorrogado até o próximo domingo, 11. Aberta em meados de dezembro, na Casa do Artesão do Espaço São José Liberto (ESJL), a mostra pode ser visitada pelo público no horário de funcionamento do espaço: de terça a sábado, das 09 às 18h30, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h. A entrada é franca.
 
Resultado de quase uma década de pesquisas realizadas por Paulo Tavares, mestre ourives e pesquisador, que assina a coordenação técnica, a exposição é uma promoção do Governo do Pará, via Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), organização social que gerencia o Programa Polo Joalheiro e o ESJL.
 
A mostra é composta por 44 joias, criadas por Lídia Abrahim, Mônica Matos, Marcilene Rodrigues, Nilma Arraes e Argemiro Muñoz, com produção e ourivesaria de Ednaldo Pereira, Paulo Tavares, Amajoia, Amazon Art, Yemara, Silabrasila, Joiartmiro, Moa-Arãn e Mônica Matos Joias da Amazônia. A nova linha de produtos do Polo Joalheiro é marcada pela sustentabilidade, inovação, qualidade e design com identidade cultural. Com preços que variam entre R$ 60,00 e R$ 2.350,00, os colares, braceletes, pingentes, prendedores de gravata, brincos e anéis traduzem a cultura regional, revelando uma alquimia de cores, brilhos e formas.
 
Leia também na Agência Pará de Notícias.
 
Ascom/Igama


PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.