Frutos do Pará foi destaque em encontro nacional de gemas e joias

Grupo parafolclórico Frutos do Pará.
Foto: Anderson Silva/Divulgação
Confira imagens da apresentação do Grupo Parafolclórico Frutos do Pará, que foi atração da programação cultural do “III Workshop de Integração de Arranjos Produtivos Locais (APL) de Gemas e Joias”, realizado no Espaço São José Liberto nos dias 24 e 25 de novembro. O encontro foi promovido pelo Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com apoio do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom). As fotos foram gentilmente cedidas pelo fotógrafo Anderson Silva. 
 
A apresentação do “Frutos do Pará” mostrou aos participantes do encontro nacional, na noite do dia 24 de novembro, criações típicas do folclore amazônico e criações próprias, representada nas músicas, coreografias e temáticas das danças. Para abrir o espetáculo, os músicos e dançarinos mostraram o tradicional carimbó, com música e coreografia especialmente criadas pelos integrantes em homenagem a uma das iguaria mais conhecidas da região, o "tacacá". 
 
Na sequência, foram mostradas aos participantes do evento, as coreografias do Coco e da Desfeiteira. Criada pelos escravos para falar mal de seus senhores, a Desfeiteira se utiliza das cantigas de dança de roda como forma de camuflar, na letra e nos movimentos, o desabafo dos escravos, que “desfeitavam” dos seus senhores. 
 
Apresentação musical do grupo Frutos do Pará.
Foto: Anderson Silva/Divulgação
A quarta dança apresentada foi, novamente, o carimbó, mas com coreografia em homenagem ao fenômeno da "Pororoca", encontro das águas do Rio Amazonas com as do Oceano Atlântico. Na trilha musical, uma mescla de uma composição do grupo com a música e letra de Paulo André e Ruy Barata.
 
Foi o carimbó que finalizou o espetáculo. Os músicos e dançarinos apresentaram o carimbó mais tradicional, que inclui a “briga do Peru”, onde ganha uma dança com a dama o cavalheiro que consegue apanhar o lenço do chão. Após rodar até ficar tonto, o dançarino tem que se equilibrar e, com as mãos para trás, pegar com a boca o lenço que está no chão.
 
Ao final, a convite dos dançarinos e músicos do Grupo Parafolclórico “Frutos do Pará”, o público também participou do carimbó.
 
Ascom/Igama
 
História – O trabalho do “Frutos do Pará” é voltado para a divulgação e o resgate do folclore e da cultura do estado do Pará, através de danças e músicas folclóricas, que são executadas pelos dançarinos e músicos que fazem parte do elenco do grupo. Os espetáculos do grupo mostram danças típicas e folclóricas do Pará, onde todos são conduzidos por um passeio imaginário pelos municípios do estado, ao mostrar, em gestos, movimentos e som, os costumes e as danças originárias das respectivas localidades.
 
Grupo Frutos do Pará apresentando danças folclóricas da região.
Foto: Anderson Silva/Divulgação
Com sede no bairro do Telégrafo, o grupo parafolclórico faz parte da Associação Grupo Cultural Francisco Oliveira, que se transformou em Ponto de Cultura Heranças do Velho Chico no ano de 2009. Ao longo dos seus 21 anos de criação, tem o orgulho de divulgar com empenho e paixão a cultura folclórica paraense em diferentes regiões do Brasil.
 
O Grupo Parafolclórico Frutos do Pará é formado por 50 integrantes, entre diretoria, dançarinos e músicos. Tem como presidente a folclorista Iracema Oliveira e como coreógrafa Nazaré Azevedo. O grupo tem divulgado e levado as belezas da dança, música e folclore paraenses para os mais diversos festivais e outros eventos, dentro e fora do Estado. Esse ano, o grupo se apresentou no Quatar, emirados árabes, e, em 2013, participou como convidado do “Circuito Folclórico Internacional del Caribe”, no Caribe Colombiano. 
 
Com exuberância e originalidade singulares, as danças folclóricas paraenses são coreograficamente ricas e retratam a miscigenação da colonização do Pará, destacando as influências indígenas, europeias e dos negros. Envolta pelo misticismo, toque dos tambores, movimento sensual dos bailarinos, alegria, indumentária exótica, entre outras características, as danças fascinam e encantam brasileiros e turistas.
 
Contatos do Grupo Parafolclórico Frutos do Pará:
 
Telefones: (91)3254-9729, (91)3244-4237, (91)99601-7945 ou (91)99627-5285 - Nazaré ou Paulo Azevedo).
 
Ascom/Igama


PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.