Encontro nacional promoverá debate sobre o setor de gemas e joias no Espaço São José Liberto

Fachada do Espaço São José Liberto.
Foto: Igama/Divulgação
Cultura, design, joia artesanal, turismo, inovação, Arranjos Produtivos Locais (APL) e empreendedorismo criativo do setor de gemas e joias estão na pauta de discussão do encontro nacional que o Espaço São José Liberto (ESJL) sediará nos dias 24 e 25.
 
O “III Workshop de Integração de APL de Gemas e Joias" é uma realização do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Indústria Comércio e Mineração (Seicom) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), organização social que gerencia o ESJL e o programa Polo Joalheiro do Pará.
 
A proposta do workshop é promover a integração entre experiências dos APL de gemas e joias dos estados participantes, por meio de intercâmbio entre os participantes e programação diferenciada, com destaque para pontos fortes, referências e identidades de cada arranjo produtivo. A iniciativa integra as ações do Projeto para Estímulo à Inovação, Competitividade e Desenvolvimento Integrado da Cadeia Produtiva de Joias, Gemas e Bijuterias, gerenciado pelo IBGM.
 
Das atividades programadas para o encontro constam painéis, relatos de experiências nacionais e internacionais, oficinas técnicas e debates, que tratarão, entre outros temas, sobre a joia artesanal e a cultura do território como forças expressivas de uma marca, o relacionamento com a imprensa, as ações desenvolvidas pelo Sebrae Pará, o alinhamento das políticas públicas nas áreas da mineração, turismo, cultura, empreendedorismo e capacitação profissional, voltadas para o setor de gemas e joias no Estado do Pará.
 
Representantes dos estados do Espírito Santo e do Rio Grande do Sul, onde a ação já foi realizada, participam do encontro, juntamente com integrantes dos APL de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Goiás, Bahia e Piauí, além de representantes dos segmentos e integrantes do Programa Polo Joalheiro do Pará, dentre eles designers, ourives, lapidários, empreendedores individuais, micro-empresários e alunos dos cursos de Design das instituições de ensino parceiras do programa Polo Joalheiro do Pará.
 
Membros de entidades públicas e privadas com vasta experiência e atuação na área foram convidados para falar sobre o panorama local e nacional, diagnosticar conflitos, oportunidades e interesses dos diversos públicos atingidos pela cadeia produtiva de gemas e joias.
 
Durante o evento serão destacadas, ainda, particularidades e potencialidades da produção de cada estado, pontos da cadeia produtiva que têm gerado experiências piloto de sustentabilidade, bem como serão aprimoradas políticas públicas, procedimentos e ações que contribuam para o amadurecimento dos APL e da cadeia produtiva do setor de gemas e joias.
 
Entre os participantes do encontro estão Hécliton Santini, presidente do IBGM; Sylvie Alves Castro, designer de joias e empresária de Portugal; Adenáuer Góes e Maria Amélia Henriquez, secretários de estado de Turismo e de Indústria, Comércio e Mineração; Vilson Schuber, presidente do Sebrae Pará; Rosângela Quintela, professora da Faculdade de Estudos Avançados do Pará (Faepa); Rosângela Gouvêa, professora do curso de Design da Universidade do Estado do Pará (Uepa); Rubens Pontes, jornalista consultor do IBGM; representantes da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), entre outros.
 
Pesquisador e mestre ourives Paulo Tavares mostra técnica.
Foto: Igama/Divulgação
Metal-morfose
 
O Polo Joalheiro do Pará mostrará práticas de sustentabilidade no processo de criação e produção de joias artesanais em um dos pontos altos do workshop, com a exposição “Metal-morfose: a transformação da matéria”, promovida pelo Igama/Seicom. Trata-se do lançamento de uma linha de joias com sustentabilidade, geradas por empresas e designers do Programa Polo Joalheiro do Pará.
 
A coordenação técnica da exposição é do mestre ourives e pesquisador Paulo Tavares. As joias artesanais da nova coleção unem inovação, qualidade, sustentabilidade e design com identidade cultural, provando, através de experiência bem sucedida de reaproveitamento de resíduos de produção, que a joalheria responsável com adoção de boas práticas é viável e contribui com o equilíbrio do meio ambiente e do ecossistema.
 
A ação é resultado de anos de pesquisa de Tavares, trabalho que destaca o processo de reaproveitamento de sobras de metal da produção da joalheria, método incorporado a outra inovação desenvolvida no âmbito do programa, a incrustação paraense. Na exposição, as joias em ouro e prata mostrarão o colorido exclusivo resultante do processo desenvolvido pelo ourives com resíduos de metais de microempresas do programa.
 
Além da experiência inédita, o encontro mostrará o case de sucesso do programa, criado em 1998 pelo Governo do Estado, e do São José Liberto, inaugurado em 2002 para abrigar diversos setores criativos paraenses. “A gestão do Programa Polo Joalheiro do Pará e do Espaço São José Liberto: uma experiência de território criativo” será um dos temas do Mural de Experiências, que integra a programação do workshop.
 
Joias da exposição Metal-Morfose, criação da designer Lídia Abrahim.
Foto: Yemara/Divulgação
A diretora executiva do espaço e do programa, Rosa Helena Neves, falará sobre o modelo único de gestão do espaço e a forma como a cultura amazônica é preservada, por meio das joias criadas pelos empreendedores criativos do programa.

No caso da joia do Polo Joalheiro do Pará posso dizer que somos uma experiência de joia artesanal com inovação e qualidade, que tem como referência, tanto na criação quanto na produção, a cultura do território amazônico: a cultura amazônica paraense com sua diversidade, simbolismo, imaginário e matéria-prima. Somos uma referência nesse campo”, identifica a diretora, acrescentando que a outra especificidade ou ponto forte é o desenvolvimento dessa experiência no território criativo do espaço, integrada ao Plano Estadual de Turismo e parcerias com diversas instituições, como a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) e o Sindicato dos Guias de Turismo (Singtur) do Pará.

Nós somos o único APL de gemas e joias que funciona em um território criativo que é patrimônio histórico e promove a intersetorialidade entre o turismo, a cultura, a sustentabilidade, o setor de gemas e joias e demais setores criativos, como o artesanato”, completou Rosa Neves, lembrando que a cadeia produtiva deste setor no estado do Pará é diferenciada por ter como elos o artesanato, design, mercado, matérias-primas orgânicas e inorgânicas.

Mais informações com o Núcleo de Desenvolvimento Tecnológico e Organizacional (NDTO): ndto.igama@gmail.com

Confira, abaixo, a programação do evento:

 
III WORKSHOP DE INTEGRAÇÃO DOS APL DE GEMAS E JOIAS
Projeto para estímulo à inovação, competitividade e desenvolvimento integrado da cadeia produtiva de joias, gemas e bijuterias
 
Dias 24 e 25 de novembro de 2014
Realização: IBGM/SEBRAE
Apoio: SEICOM/SEBRAE/IGAMA
Local: Espaço São José Liberto – Polo Joalheiro do Pará. Belém - PA
 
PROGRAMAÇÃO
24/11/2014
1º DIA
09h – 09h30
ABERTURA
·         HINO NACIONAL
·         SAUDAÇÕES AOS PARTICIPANTES – BOAS VINDAS
·         MANIFESTAÇÕES DAS AUTORIDADES
9h30 – 10h30

 

 

 

 
PAINEL INTERSETORIAL
Tema: “Alinhamento das Políticas Públicas voltadas ao Setor de Gemas e Joias no Estado do Pará: Mineração, Turismo, Cultura, Empreendedorismo e Capacitação Profissional”.
Com Vilson Schuber, presidente do Sebrae–PA; Adenáuer Góes, titular da Setur; Maria Amélia Henriquez, titular da Seicom; Jaqueline Alves, diretora de Marketing da Paratur; Msc. Rosângela Gouvêa, chefe do Departamento de Design Industrial e prof.ª do Curso de Design da Uepa; e representantes da Paratur e da Secult.
Moderadora: Rosângela Quintela, doutoranda na área de Joias – Faepa
10h30 – 10h50
Intervalo para o café

 
10h50 – 11h10
RELATO DE EXPERIÊNCIAS - Internacional
Temática: A joia artesanal e as culturas do território como forças expressivas de uma marca
SYO – quando a herança cultural encontra o luxo!
Com a designer de joias Sylvie Alves Castro (Portugal)
11h10 – 11h30
DEBATE
Moderadora: Rosângela Quintela – Faepa
11h30 – 13h00
CIRCUITO NO ESJL: Casa do Artesão; Loja Incubadora; Museu de Gemas do Pará e Capela São José Liberto
Com acompanhamento de Thiago Albuquerque, diretor do NDTO do Igama
13h00 – 14h30
Intervalo/Almoço – Livre
14h30 -  16h00
OFICINA TÉCNICA: Workshop “Lidando com a Mídia
Com Rubens Pontes (Brasília-DF), consultor do IBGM
Um dos grandes gargalos de toda empresa ou associação é a correta comunicação com seus públicos-alvo. Esse workshop ajudará os empresários a conhecer os fundamentos do relacionamento com a imprensa e com outras mídias disponíveis, como, por exemplo, redes sociais.  
16h00 – 16h15
Intervalo para o café
16h15 – 18h00
ESPAÇO MURAL DE EXPERIÊNCIAS
TEMA: “A gestão do Programa Polo Joalheiro do Pará e do Espaço São José Liberto (ESJL): Uma experiência de Território Criativo no Setor de Gemas e Joias”.
Com a diretora executiva do Igama/ESJL Rosa Helena Neves (Belém-PA)
18h00 
Encerramento - Programação Técnica
18h30 – 20h00
PROGRAMAÇÃO CULTURAL NO ESJL
Exposição “Metal-Morfose: a transformação da matéria
Local: Salão de Exposição/Casa do Artesão do ESJL
Horário: 18h30
Designers expositores: Lídia Abrahim, Marcilene Rodrigues, Nilma Arraes e Argemiro Muñoz.
Empresas expositoras: Amajoia; AmazonArt; Yemara; Silabrasila; Joiartmiro; Moarã e Mônica Gariela Pereira.
Coordenação técnica: Paulo Tavares
Ambientação: Bárbara Müller
Apresentação do Grupo Parafolclórico “Frutos do Pará
Coquetel/Confraternização
Local: Anfiteatro do Coliseu das Artes do ESJL
Horário: 19h30
25/11/2014
2º DIA
9h00 – 10h00
ESPAÇO MURAL DE EXPERIÊNCIAS
As ações do Sebrae Pará para o Setor de Gemas e Joias/Programa Polo Joalheiro do Pará”.
Com representante do Sebrae Pará.
10h00 – 10h45
RESULTADOS ALCANÇADOS NA “AÇÃO 5” DO PROJETO DO IBGM  - Projeto para estímulo à inovação, competitividade e desenvolvimento integrado da cadeia produtiva de joias, gemas e bijuterias
Com Carolina Lucena e Angela Andrade (IBGM)
Apresentação das ações realizadas ao longo do projeto, assim como das respostas ao questionário enviado no final de outubro para os empresários/associações.
-Depoimentos
10h45 – 11h00
Intervalo para o café
10h50 – 11h30
Palestra “Oportunidades de negócios para os APL
Com Hécliton Santini Henriques, presidente do IBGM  
11h00 – 12h30
Apresentação do documento final da “AÇÃO 5
Por Gabriel Ligabue
Perguntas e respostas
12h30 - 13h00
Almoço e confraternização
RETORNO DOS PARTICIPANTES AOS ESTADOS
 
Leia também na Agência Pará de Notícias

Ascom/Igama


PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.