AuDITIONS Brasil 2014/2015 abre inscrições

Convite AuDITIONS Brasil.

O AuDITIONS Brasil, maior concurso de design de joias em ouro do mundo, realizado pela AngloGold Ashanti, está com inscrições abertas para a edição 2014/2015, que tem como tema “Recombinações”. Trata-se de ideias, elementos ou conceitos que se juntam para criar um terceiro completamente novo, perpetuando a lógica da inovação, tão característica do nosso tempo.

Designers de joias, estudantes e profissionais que tenham interesse na área podem participar do 11ª AuDITIONS Brasil, concurso que se consagrou como referência global e que premiará os primeiros colocados com R$ 5 mil a R$ 30 mil em barras de ouro.

A 10ª edição da exposição de joias em ouro do AuDITIONS foi realizada, em outubro de 2013, pela primeira vez na capital paraense. O Espaço São José Liberto/Polo Joalheiro do Pará foi o local escolhido para receber o evento, sendo Belém foi a primeira das três capitais brasileiras que receberam a mostra itinerante, que seguiu para Belo Horizonte (MG) e Rio de Janeiro (RJ).

As 18 joias finalistas destacaram a riqueza natural e cultural do povo brasileiro e a atriz Taís Araújo foi a Golden Girl 2012, embaixadora do certame nos anos 2012/2013. Ela usou uma das 18 joias selecionadas, o colar “Açaí”, criação da designer paraense Selma Montenegro, que integra o Programa Polo Joalheiro do Pará e foi a única representante da Região Norte no concurso que teve a “Brasilidade” como tema.

Luiza Brunet com o anel Prece, criação da designer paraense Lídia Abrahim.
Foto: Jacques Dequeker/Divulgação

Em Belém, a exposição foi uma realização da AngloGold Ashanti AuDITIONS, por meio da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura (MinC), com apoio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e do Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará (Simineral), com produção executiva de Heloisa Couto Produções e Eventos.

A versão brasileira do prêmio é realizada desde 2002 e as joias finalistas, que passam a fazer parte do acervo da empresa, são expostas em diversos locais do Brasil e do mundo. As coleções apresentadas evidenciam o ouro em joias atraentes e de grande valor no contexto da contemporaneidade.

O evento é realizado de dois em dois anos no Brasil, China e África do Sul e propõe temas para a criação de joias originais que acabam traduzindo muito da cultura local de cada país onde acontece. A iniciativa contribui mundialmente para o desenvolvimento e rejuvenescimento do setor joalheiro, principal destino do ouro, estabelecendo tendências e incentivando o uso de novas tecnologias. Também mostra comprometimento com todas as etapas da cadeia produtiva do ouro e evidencia o caminho percorrido pelo metal para além dos portões das refinarias. 

Isabella Fiorentino com o broche Fogo sob Gelo de Clara Amorim.
Foto: Robert Schwenck

No Brasil, o concurso aborda questões relevantes, como o consumo responsável, a sustentabilidade, a preservação da cultura e a identidade nacional, além de projetar o país como criador e exportador de profissionais de alta capacidade técnica na área. Além disso, é uma verdadeira vitrine para o mundo, revelando a excelência dos designers brasileiros e permitindo que o país obtenha cada vez mais reconhecimento e projeção internacional na área de design de joias.

Representatividade – Já foram selecionadas no concurso três designers paraenses integrantes do Programa Polo Joalheiro do Pará: Selma Montenegro, Clara Amorim e Lídia Abrahim. A seleção das designers coloca as profissionais paraenses no seleto grupo de criadores do setor joalheiro nacional.

Clara Amorim foi a primeira designer paraense finalista do concurso, nos anos de 2006 e 2007. Única representante do Norte e Nordeste, ela criou o broche em ouro branco “Fogo sob Gelo”, apresentado pela modelo Isabella Fiorentino, a golden girl da referida edição, cujo tema era “Calor Glacial”. A peça móvel mostra cristais de gelo, quando está fechada, e revela o sol, quando aberta, representando sentimentos humanos e antagonismos da vida, como razão e emoção, quente e frio, feminino e masculino.

Já a designer Lídia Abrahim criou, em 2010, o anel “Prece”, que, segundo ela, retrata o poder da fé para a transformação humana. Com a peça, apresentada pela golden girl Luiza Brunet, a designer foi a única representante do Pará na edição passada do Auditions Brasil (2010/2012), que teve como tema “Sincronicidade: valores humanos através do tempo”.

Taís Araujo com a joia Açaí, criada pela designer Selma Montenegro.
Foto: JR Duran

Foi com o projeto do colar “Açaí”, desenvolvido pela escola de ourivesaria Rahma, que funciona no São José Liberto, que a designer Selma Montenegro foi selecionada entre mais de 1.386 inscritos de todo o país. Com 400 gramas de ouro, oferecido pela mineradora para cada finalista, caroço de arumã e outros materiais característicos da região serviram como matéria-prima para a peça. Na ocasião, a designer também lançou uma coleção de joias inspiradas no “Açaí” e comercializadas na loja que mantém no Espaço São José Liberto.

O prêmio Auditions é uma referência global e revela a excelência dos designers brasileiros. As vencedoras das duas categorias da última edição foram Camila Schmitt, com o colar “Cana do Brasil” (Prêmio Auditions), e Carla Abras, com o colar-bolsa “A Rara” (Prêmio Auditions 10 Anos).

Recombinações - Nos tempos hipermodernos em que vivemos, o momento é de misturas de tipos, transversalidades criativas e cruzamentos dos mais variados. Inspirados por essa macrotendência foi escolhido o tema da edição 2014/2015 do concurso.

Recombinações” mostra fusões improváveis que vêm acontecendo nos mais diversos campos, como moda, design, luxo, arte e cultura pop. A ideia é que esses campos se misturem, quebrando qualquer tipo de fronteira rígida que existia entre eles. Hoje, produtos industriais de massa confundem-se com a moda e tornam-se cada vez mais estilizados.

O setor de luxo, outrora marcado por tradições rígidas e padrões clássicos, agora dialoga com a moda e o showbiz. Ícones pop utilizam referências da cultura erudita. Marcas de moda e design e grandes artistas se unem para desenvolver projetos destinados a um público que não vê mais sentido em definir o que é “arte maior” ou “arte menor”.

Junto dessa cultura de misturas, também enxergamos a reafirmação da consciência ambiental e a importância de atitudes sustentáveis. Seguindo esse conceito, enxergamos dentro das tendências de recombinação o consumo responsável, o luxo durável e o turismo ecológico, entre outros. Cabe ao participante do concurso traduzir esse tema em uma peça tão instigante e plural quanto o tema apresentado. O ponto de partida, o mais nobre dos materiais: o ouro.

Arquiteta e pesquisadora Regina Machado.
Foto: AuDITIONS/Divulgação

O concurso também realiza o “Fórum de Ideias Brasil” e convida renomados nomes da área, como Regina Machado, arquiteta, pesquisadora de tendências e especialista em design de jóias, que, semana passada, falou sobre o tema do AuDITIONS Brasil na Livraria da Travessa, Rio de Janeiro. Ela compartilhou um pouco sobre a sua trajetória profissional, processos criativos e o tema “Recombinações”.

Confira o vídeo aqui: http://www.auditionsbrasil.com.br/forum-palestras/forum-de-ideias-regina-machado/

Serviço: Mais informações sobre o concurso podem ser encontradas no site www.auditionsbrasil.com.br, e-mail auditionsbrasil@anglogoldashanti.com.br, facebook facebook.com/AUDITIONSBrasil e telefone +55 (31) 3589-1568.

Ascom/Igama com informações do AuDITIONS Brasil



PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.