Gemologia é tema de curso de capacitação profissional no São José Liberto

Anna Cristina Resque, ministrante do curso.
Foto: Igama/Divulgação
Com um setor cada vez mais competitivo e criativo, os profissionais que trabalham com joias buscam novos conhecimentos e técnicas para aperfeiçoar seu trabalho. Com essa proposta, a Secretaria de Estado de Indústria, Comério e Mineração (Seicom) e o Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) promovem até a próxima sexta-feira, 12, o curso “Noções Fundamentais da Mineralogia e Gemologia aplicada à Lapidação” para capacitar integrantes do Programa Polo Joalheiro do Pará, bem como profissionais da área. 
 
O curso de capacitação profissional é ministrado pela arquiteta, mestre em Engenharia de Materiais e doutora em Ciências pela Universidade Federal do Pará (UFPA), Anna Cristina Resque. Anna também é professora do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba) e coordena o Museu de Gemas do Pará, ligado à Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e situado no São José Liberto. 
 
Para Anna Resque colaborar com a capacitação de designers e demais profissionais que integram o Programa Polo Joalheiro é uma experiência enriquecedora: “Da maioria dos participantes desse curso eu já conheço um pouco o trabalho, então sei com que tipo de gema cada um se identifica. Para os novos (integrantes) do programa fica o desafio de passar um pouco sobre esse tema que é tão importante para nós, que trabalhamos com isso diariamente”.
 
Alguns dos temas abordados durante o curso são identificação e avaliação de gemas e joias, lapidação de gemas, design e confecção de joias, artesanato em minerais, gravação e cravação de gemas, comercialização, importação e exportação, e inovação na cadeia produtiva da cadeia de gemas e joias.
Participantes do curso “Noções Fundamentais da Mineralogia e
Gemologia aplicada à Lapidação”. Foto: Igama/Divulgação
Um das participantes do curso, Ana Everdosa, artesã com experiência de mais de 10 anos na área, conta que foi seu interesse por gemas e lapidação que a motivou a se inscrever. “Procuro sempre inovar e oferecer peças exclusivas aos meus clientes. Esse curso veio para somar na produção das minhas peças; sem dúvida, vou levar esse conhecimento para dentro do meu atelier”, contou a artesã.
 
Lucilene Azevedo, micro empresária e ourives que atua há 15 anos no mercado da joalheria, ressaltou que a capacitação feita de forma segmentada, abordando diversos temas, valoriza os profissionais da área e mostra as novidades do setor. “Através de cursos como esse temos a oportunidade de conhecer as novidades em gemas e lapidação. Isso se reflete nas joias que produzimos”, disse Lucilene.
 
Para Fábio Monteiro, graduado em Desing e que está concluindo sua especialização em Artes, conhecer mais sobre os processos de lapidação e o reconhecimento de gemas é fundamental para a produção de joias. “A oportunidade de fazer esse curso é única para nós, designers. O Programa Polo Joalheiro do Pará oferece essa chance através da promoção de cursos qualificados, um exemplo disso foi o curso ministrado pela designer italiana Emanuela Bergonzoni (realizado no ESJL no início deste mês)”.
 
Cerca de 40 pessoas envolvidas no setor joalheiro participam do curso, que acontece de 14h às 18h no auditório principal do Espaço São José Liberto.
 
Ascom/Igama


PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.