Designer italiana lança coleção de joias em Belém

Joia da exposição. 
Foto: Ella Formuso

Foi aberta na noite desta querta-feira (27), na capela do Espaço São José Liberto, a exposição de joias "Virtù Rivelate" (Virtude Revelada), da designer italiana Emanuela Bergonzoni. Com entrada franca, a mostra ficará aberta até o dia 5 de setembro, no horário de funcionamento do espaço: de terça a sábado, das 9h às 19h, e das 10h às 18h aos domingos e feriados.

A iniciativa é resultado da parceria firmada entre a Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção (Sedip), Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e Projeto Cultural Casa Rosada, da empresa Alubar Metais e Cabos. Também participaram da cerimônia o violonista Danny Lúcio Reis e o clarinetista Tiago Amaral, músicos que integram o grupo Clave da Lua.

Além da exposição de joias, a designer Emanuela Bergonzoni vai ministrar, no período de 1 a 3 de setembro, das 14h às 18h, o workshop “Tributo anatômico: monili come amuleti” (Joias como amuletos), direcionado para participantes do Programa Polo Joalheiro do Pará. A designer também vai proferir, no dia 3 de setembro, às 9h, a palestra “Contemporanee declinazioni del gioiello: Dress Art” (Facetas contemporâneas da joia: a arte de vestir), aberta aos estudantes de Design e profissionais do setor joalheiro e de moda.

A finalidade do intercâmbio é promover a troca de experiências na área da gestão do design para produção de joias e acessórios de moda, bem como possibilitar o aperfeiçoamento e a capacitação profissional, por meio do aprimorando técnico, tendo como referência conteúdos transdisciplinares, intermediando tradições, inovação, arte e cultura.

A designer, que também é escultora e ourives, pretende trocar experiências e mostrar aos participantes um pouco do seu trabalho. Por meio de técnicas eco sustentáveis, ela cria joias originais e evocativas, que levam o observador a uma intensa experiência sensorial. Suas "eco joias" ou "joias esculturas" exprimem, através da força de sua composição e design, a energia do ecossistema amazônico.

Participaram da solenidade de abertura da exposição Rosa Helena Neves, diretora executiva do Espaço São José Liberto e do Programa Polo Joalheiro; Ricardo Figueiredo, diretor executivo da Alubar Metais e Cabos; Márcia Vieira, coordenadora de Projetos Internacionais da Casa Rosada, e Paolo Carlucci, tradutor, consultor internacional nas áreas de cultura, economia e turismo e representante da Associação de Imprensa Italiana no Brasil.

Segundo Rosa Helena Neves, o olhar sensível de Emanuela Bergonzoni na criação das peças da nova coleção, ao aliar a variedade e o brilho do metal à utilização de elementos característicos da região amazônica, revela peças artesanais contemporâneas que referendam as culturas do Brasil e da Itália. Ricardo Figueiredo destacou a importância da parceria firmada entre a Itália e o Pará neste projeto, lembrando que a parceria é a continuidade de uma ideia que surgiu em 2012 e que deverá render mais frutos.

Designer Emanuele Bergonzoni e diretora executiva Rora Helena Neves
no lançamento da exposição Virtù Rivelate. 
Foto: Ascom/Igama 

Valor universal

A coleção Virtù Rivelate foi concebida quando a designer, que acumula mais de 30 anos de experiência na área da joalheria, esteve no Estado do Pará, em 2012, por meio de um projeto cultural desenvolvido entre a Casa Rosada – Alubar e a Academia de Belas Artes de Bolonha, Itália, onde Emanuela é professora de Design de Acessórios do curso de Fashion Design da Universidade de Bolonha.

Depois de visitar a Ilha do Marajó, onde pesquisou e coletou material para as joias, Emanuela Bergonzoni começou a elaborar a sua nova coleção, que revela suas virtudes, a força da cultura amazônica e sua universalização. As peças refletem, ainda, seu envolvimento e preocupação com questões que envolvem a sustentabilidade e o meio ambiente.

Além do metal, compõem a matéria-prima das 20 peças da exposição, material coletado na própria natureza, como patas de caranguejo, vértebras de jiboia, plumas de araras e caroços de açaí. "Habitar de corpo e alma a fonte de sua criação para dela extrair originalidade. Uma originalidade que não se reduz à aparência e vem incorporada por um sentido interior. Uma arte que produz emoção e pensamento, encanto e reflexão. Esta é a virtude revelada no processo de criação de Emanuela Bergonzoni", identifica o poeta paraense João de Jesus Paes Loureiro, que assina a apresentação do catálogo da exposição.

Virtù Rivelate” é um convite ao encantamento do olhar para a biodiversidade da Amazônia como valor universal. É admirar a força da natureza divulgada através das formas, nuances e cores de cada peça criada pela designer italiana Emanuele Bergonzoni.

Peças da exposição. Foto: Ascom/Igama 

Serviço:

Exposição “Virtù Rivelate”, da designer italiana Emanuela Bergonzoni. Aberta para visitação até o dia 5 de setembro, na capela do Espaço São José Liberto, no horário de funcionamento do espaço: das 9h às 19h, de terça a sábado, e das 8h às 18h, aos domingos e feriados. De 1º a 3 de setembro a designer vai ministrar, no auditório do ESJL, workshop direcionado para participantes do Programa Polo Joalheiro; e no dia 3 de setembro, no mesmo local, será realizada a palestra aberta aos estudantes de Design e profissionais do setor joalheiro e de moda. Mais informações sobre a programação com o Núcleo de Desenvolvimento Tecnológico e Organizacional (NDTO), do Espaço São José Liberto, pelos telefones (91) 3344-3518 e 3344-3557.

Leia na Agência Pará de Notícias

Ascom/Igama



PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.