Exposição do Polo Joalheiro homenageia Mães de todas as épocas e variados estilos

Rosas, recados amorosos, fotografias antigas e joias que agradam mães de todas as épocas e estilos. As referências e homenagens ao amor incondicional de mãe inspiraram a coleção 2014 de joias alusiva ao Dia das Mães, que compõem a exposição do Programa Polo Joalheiro do Pará, aberta na semana passada. A mostra pode ser visitada até 11 de maio (domingo), ao lado do Coliseu das Artes, no Espaço São José Liberto, de terça a sábado, das 09 às 19 h, e domingos e feriados, das 10 às 18 h.
 
As joias são uma opção para quem deseja celebrar a data ofertando à mãe um presente exclusivo. A exposição temática do Dia das Mães já se tornou tradição no calendário anual do São José Liberto. Nesta edição, a exposição reúne 56 joias em ouro 18k e prata 925, criadas e produzidas por designers e micro e pequenas empresas constituídos como empreendedores criativos do programa.
 
Coração de Mãe, Nazarezinha, Caminho Infinito, Mãe de Todos, Mimo, Entre nós, Amor de Mãe, Bananinha Tropical e Borboletinhas Encantadas nomeiam algumas joias da coleção. Do estilo clássico ao mais arrojado, passando pela religiosidade e inspiração na cultura amazônica, as joias destacam-se por retratarem o tema com criatividade, sofisticação, descontração e qualidade, características que marcam o trabalho de designers, ourives, cravadores, lapidários, produtores e demais profissionais do Programa Polo Joalheiro. As peças também são identificadas pela utilização de matéria prima diferenciada, como a semente de babaçu, rocha verde e gemas da região.
 
Rosas e recados integram a ambientação da exposição. 
Foto: Eliseu Dias/Agência Pará 
Inspiração - Para o designer Jorge Duarte, responsável pela criação do conjunto “Proteção”, o design dos pingentes, anéis e brincos da sua coleção foram inspirados na presença da mãe na vida dos filhos, “seja fisicamente, com um abraço, seja rogando por sua proteção. A gema maior envolve a menor através do coração, representando esse sentimento”. Jorge utilizou quartzos verdes e granada para criar as joias em prata, produzidas pela empresa HS Criações & Design, com ourivesaria de Emerson Bezerra.
 
Jorge Duarte também enviou uma foto ao lado de sua mãe para compor o ambiente da exposição. “Ela simboliza tudo que eu amo, e é uma inspiração para o ser humano que quero ser na vida. Foi a maior incentivadora na minha formação como designer. Tento todos os dias homenageá-la com um abraço ou dizendo eu te amo”, declara.
Público prestigia a mostra de joias. 
Foto: Eliseu Dias/Agência Pará
Já o designer Felipe Braun, que assina quatro joias da coleção junto com a designer Bianca Kuroki, com produção e ourivesaria da Ourogema, conta que buscou inspiração romântica para criar o conjunto em prata de anel e brinco “Coração de Mãe”, que destaca as gemas ametista e quartzo rosa. “São joias com estilo mais romântico, inspiradas na delicadeza das mães, através do degradê das cores lilás e rosa, presentes nas gemas”, explica Felipe, que junto com Bianca também assina o conjunto “Bella”, que segundo ele é uma joia elegante, na mesma linha romântica, mas com um “apelo mais de paixão”.
 
Participam da exposição os seguintes designers, micro e pequenas empresas, ourives e empreendedores criativos do Programa Polo Joalheiro: Ivete Negrão, Camilla Amarall, Helena Bezerra, Bárbara Muller, Lídia Abrahim, Nilma Arraes, Bianca Kuroki, Felipe Braun, Jorge Duarte, Yemara Joias, Ourogema, Joiartmiro, Arte Joias da Amazônia, HS Criações & Design, José Lucas, Edinaldo Pereira, Emerson Bezerra, Jairo e Francisco de Assis.
 
Interação - A ambientação da exposição faz referência aos laços entre mãe e filhos, por meio das rosas e de um painel de fotos e recadinhos, denominado "mural do afeto". A designer Bárbara Müller, responsável pela concepção do ambiente, diz que o objetivo é homenagear todas as mães e, ao mesmo tempo, interagir diretamente com o público.
 
Foto: Eliseu Dias/Agência Pará
De acordo com Bárbara, as fotos foram impressas com efeito envelhecido para remeter a histórias, lembranças e momentos vivenciados entre filhos e mães. Aqueles que não enviaram a foto podem deixar recadinhos amorosos nos “post-its” (pequenos blocos de papel com adesivo autocolante) disponíveis no local. “Quem faz a exposição é o público, que este ano pode interagir e ajudar a construir a exposição com todo o seu amor. As mães merecem”, reforça Bárbara, que também participa da exposição com joias inspiradas no movimento tropicalista.
 
Ela diz que começou a arrecadar as fotos para a exposição por meio de campanha em uma rede social. Os interessados enviaram suas fotos preferidas. “Muita gente que mora fora do Brasil ou fora do Pará viu como uma maneira delicada e especial de se fazer presente nesse dia tão especial, para emocionar”, acrescenta.
 
A exposição mostra a rosa como símbolo decorativo principal. A flor representa, “com toda a feminilidade peculiar”, sentimentos como amor, gratidão, respeito e admiração dos filhos por suas mães. As rosas estão dispostas, de forma delicada e sutil, nas vitrines de joias e no painel de fotos. A ideia, completa Bárbara, é expor as joias autorais de forma diferenciada, realçando estilos e personalidades diversas, para que todas as mães possam se identificar e se sentir homenageadas.
 
Variedade – De acordo com Rosa Helena Neves, diretora executiva do São José Liberto e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), Organização Social gerenciadora da instituição, a exposição do Polo Joalheiro oferece ao público, além da oportunidade de vislumbrar joias repletas de criatividade, beleza e bom gosto, uma boa opção para presentear e celebrar a data com uma joia “representativa do amor maternal, que é culturalmente diferenciado como amor incondicional, forte, eterno, belo e precioso como uma joia!”.
 
Com diversas opções de preços, as joias agradam aos visitantes, que têm admirado a exposição e adquirido as peças. “Achei muito boa a ideia de poder deixar um recado para a mulher mais importante da nossa vida”, destacou a vendedora Miriam Ferreira da Silva. Para a autônoma Cristiane Góes, mãe de três filhos, que visitou a exposição acompanhada por um deles, o farmacêutico João Paulo Góes, é possível ver “um belo trabalho, com produtos bem refinados, com o diferencial do design criativo e a utilização de matéria prima da terra”.
Bárbara Müller, Rosa Helena Neves e Felipe Braun.
Foto: Eliseu Dias/Agência Pará
A exposição de joias “Dia das Mães 2014” é uma realização do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e do Igama.
 
Serviço: Exposição de joias em homenagem ao Dia das Mães. Até domingo (11), na área expositiva do Coliseu das Artes, no Espaço São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, bairro do Jurunas). Horário de visitação: de terça a sábado, das 09 às 19 h, e domingos e feriados, das 10 às 18 h. A entrada é franca.
 
Leia também na Agência Pará de Notícias

Luciane Fiuza - Ascom/Igama


PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.