Bonecos do In Bust divertem crianças no Espaço São José Liberto

Apresentação do grupo In Bust no Coliseu das Artes do ESJL.
Foto: Igama/Divulgação

Crianças e adultos se divertiram com a apresentação do grupo de teatro de bonecos In Bust. A peça “Fio de Pão – A Lenda da Cobra Norato” foi apresentada pelos atores na tarde deste domingo, 16, como parte da programação infantil do Espaço São José Liberto (ESJL). A peça é um cordel para teatro de bonecos e a promoção é do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).
 
Há mais de uma década os espetáculos do In Bust fascinam e divertem pessoas de todas as faixas etárias. A peça que conta a história da Cobra Norato, uma das lendas mais famosas do folclore paraense, que estreou em 1997, sendo considerada um marco na pesquisa desenvolvida pelo In Bust sobre a utilização do boneco popular na dramaturgia do teatro com bonecos.
 
De acordo com o ator Paulo Nascimento, a peça, composta inicialmente por quatro atores em cena, não teve grandes mudanças durante todo o tempo que tem sido encenada. “A gente só adaptou e continua fazendo e as crianças curtindo. O que modifica é na hora de fazer porque o roteiro é o mesmo, os improvisos são os mesmos”, contou.
 
O ator Anibal Pacha, coordenador do grupo teatral, falou sobre a parceria firmada com o ESJL para o evento. “Somos praticamente vizinhos do espaço porque o Casarão dos Bonecos, nossa sede, fica aqui na (Avenida) 16 de Novembro. Já participamos de várias programações aqui e a gente adora o público daqui, que vem ávido e interage. É uma ótima programação. É importantíssimo reabilitar o espaço para essas atividades”, disse o ator.
 
A produtora cultural carioca Roberta Shevan levou sua filha, Fernanda. Apesar de estar morando há dois meses na cidade, ela contou que a filha já conhecia a lenda, contada pelos professores da sua escola. “É um belo espetáculo para crianças e adultos. Iniciativas como essas deviam acontecer mais vezes porque são muito interessantes”, falou a produtora. 
 
Também acompanhada pela filha, Bianca, a jornalista Enize Vidigal também elogiou a peça. “Eu não conhecia o espetáculo. Minha filha adorou. Ela é muito interativa, tentou pegar nos bonecos. E essa interação dos atores com o público é muito bacana, essa coisa de jogar água, bolacha e ter uma aproximação com o público é muito legal”, observou a jornalista.
 
Participaram do espetáculo, ainda, a atriz Adriana Cruz e Cristina Costa, responsável pela sonoplastia e produção do grupo teatral.

O espetáculo do In Bust encantou crianças e adultos. 

Foto: Igama/Divulgação

Folclore - A história da peça resgata de forma criativa o "causo" da cabocla atraída por um “cobrão embruxado”, que pariu duas cobras: Caninana, a má, e Norato, que só quer encontrar quem o desencante para virar gente. As cobras são os bonecos de luva, que contracenam com fantoches, manés-côcos (personagens) e brinquedos de miriti - artesanato típico do Estado do Pará. A encenação mistura a lenda com o cotidiano da família, que causa uma identificação direta com o público.
 
A direção do Espaço São José Liberto tem criado e resgatado projetos voltados para o público infantil, atendendo às demandas da comunidade. Sobre a programação, Carmem Macedo, gerente de Eventos do São José Liberto, ressaltou que a retomada das programações infantis fazem parte das iniciativas previstas para este ano.
 
Ao final do espetáculo, Carmem Macedo, gerente de Eventos do Espaço São José Liberto, convidou o público para prestigiar, no dia 20 de abril, o espetáculo infantil “Pinóquio”, também com o In Bust. Ela também divulgou a programação do dia 30 de março, que é apresentação de grupos parafolclóricos do Estado, dentro do Projeto Ritmos do Pará, do Espaço São José Liberto. As programações são gratuitas.

Leia na Agência Pará de Notícias

Ascom/Igama



PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.