Institucional

Lojas

 

 

 

 

 

Sobre o espaço, funcionamento e instalações:

De terça a sábado, das 9 h às 18h30
Domingos e feriados: das 10 h às 18h

Para melhor visualização do complexo Espaço São José Liberto, destacamos, a seguir, informações sobre suas instalações turísticas, culturais e de economia criativa.

Museu de Gemas do Pará

Foto: Geraldo Ramos

Idealizado para levar o visitante a uma viagem pela história gemológica do Pará, o Museu de Gemas tem um acervo com mais de quatro mil peças. Desde a cerâmica arqueológica Marajoara e Tapajônica, as cinco salas guardam elementos surpreendentes e curiosos – muiraquitãs milenares, gemas encontradas em território paraense, material orgânico e verdadeiras obras de arte da natureza, como um tronco fossilizado. Na quinta sala, todos os elementos históricos, míticos e minerais reunidos em coleções de joias, com as características da cultura amazônica e a beleza de gemas e metais preciosos.

O Museu de Gemas é vinculado ao Sistema Integrado de Museus e Memoriais, gerenciado pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Cultura (Secult).

Coliseu das Artes

Foto: Geraldo Ramos



O Coliseu das Artes, arena que recebe espetáculos de teatro, dança, música, grupos folclóricos e os mais diversos tipos de arte popular e erudita, também é um espaço para exposições. Tem capacidade para cerca de 600 pessoas sentadas.






Jardim da Liberdade

Foto: Geraldo Ramos

Na área central do primeiro prédio, o Jardim da Liberdade – único jardim gemológico do país - desperta surpresa e encantamento. Projetado pela renomada paisagista Rosa Kliass, o Jardim da Liberdade tem forma de mandala, reunindo alguns dos principais elementos da natureza: a água que purifica, as plantas que renovam o ar, os cristais, ametistas e citrinos que energizam o ambiente. Na fonte central, três grandes quartzos – um com quase 2 metros de altura –, mostram a imensa riqueza mineral que repousa no subsolo amazônico.

 

Capela

Foto: Geraldo Ramos

A Capela se destaca com o Cristo suspenso, as paredes originais de pedra e a pintura de estrelas no teto, além de uma tela do artista plástico paraense Osmar Pinheiro Jr. Espaço dedicado a celebrações religiosas, a Capela também é palco de apresentações de música erudita e instrumental, saraus literários, lançamentos de livros e outros eventos artísticos e sociais, como casamentos e missas. 


 

Laboratório Gemológico

O local dispõe de equipamentos para avaliação de gemas comercializadas no Espaço São José Liberto. Trata-se de um serviço que agrega valor ao produto e segurança ao consumidor, um instrumento que dá suporte para a produção de joias da loja incubadora do Programa Polo Joalheiro do Pará. O laboratório assegura, por meio da avaliação gemológica, a qualidade da produção joalheira do ESJL. O funcionamento do local tem o apoio da Secretaria de Cultura do Estado - Secult.

 

Casa do Artesão

Foto: Cláudio Santos/AG. Pará

Espaço de exposição e comercialização de produtos de oito setores criativos: artesanato, cultura indígena, artes visuais, publicações e mídias impressas, acessórios de moda e gastronomias.

No campo do artesanato, comercializa produtos artesanais e manualidades criados e produzidos por mestres e empreendedores criativos de 43 municípios do Estado do Pará, contemplando diversas tipologias, onde se destacam as seguintes: cerâmica, cuia, cestaria, sucata marinha, tururi, encauchados, miriti, balata, fibras, madeira e outros.

Na Casa do Artesão também são comercializados produtos de expressões culturais, audiovisuais, literárias, gastronômicas, além de criações culturais e funcionais.


Programa Polo Joalheiro do Pará

Dentre as finalidades do Espaço São José Liberto, destaca-se o desenvolvimento das ações do programa Polo Joalheiro do Pará, criado em 1998, enquanto política pública financiada pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e pelos recursos próprios do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), organização social gestora do espaço.

Entre os objetivos do Programa Polo Joalheiro do Pará, estão a promoção do desenvolvimento de ações de apoio ao setor de gemas, joias e artesanato, com ênfase ao ciclo criação, produção e comercialização, que incorpora a criatividade e a cultura amazônica como elementos estratégicos de desenvolvimento econômico. Nessa perspectiva, o Espaço São José Liberto tornou-se centro de agregação e identidade do Programa Polo Joalheiro do Pará.

O seu funcionamento abriga ações de capacitação, gestão e fomento; promoção e comercialização de produtos culturais gerados por empreendimentos criativos; e promoção e manutenção do espaço cultural, comercial e turístico do São José Liberto.

As atividades do programa têm a cultura e o turismo como elementos impulsionadores da transversalidade e intersetorialidade para formação da rede de parceiros.

Para efeito de suas ações no campo metodológico, tem como eixos estratégicos a criatividade, o empreendedorismo, o design e a produção artesanal. Adota, ainda, os seguintes princípios norteadores de suas ações: diversidade cultural, inovação, inclusão produtiva e sustentabilidade, visando a complementariedade de competências (redes de parceiros) e a valorização da natureza amazônica e sua biodiversidade.

O funcionamento do Programa Polo Joalheiro do Pará se desenvolve por meio das seguintes dinâmicas: definição dos setores criativos; público-alvo; processo de inclusão, ações de incentivo a permanência no programa; ações de autonomia/desligamento; atenção ao empreendedor e acesso ao mercado.




PESQUISAR

Exposição

NEWSLETTER

Parceiros

Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas, Belém-Pará-Brasil. Fone: (91) 3344-3500 e (91) 3344-3514.
Horário de visitação: terça a sábado, de 09 às 18:30h; domingos e feriados, de 10h às 18h.